Pesquisa personalizada

18 de mai de 2009

Municipários paralisam por três dias

Em assembleia realizada hoje à tarde no Auditório do Colégio Municipal Pelotense, os servidores do município resolveram , ante a falta de proposta do Executivo para o reajuste salarial da categoria, paralisar por três dias. Terça pela manhã, Quarta na parte da tarde e quinta-feira.
.
Ficou definido também uma agenda de manifestações da categoria para os dias paralisados. Terça-feira, às 9 horas, concentração na Câmara de Vereadores de Pelotas, na quarta-feira(20), às 12 horas, concentração em frente a Secretaria da Administração na rua Barão de Santa Tecla, 516 e na quinta-feira (21) às 17 horas, ato público no Largo do Mercado Público.
.
Uma nova assembleia ficou marcada para o dia 27.05 às 9h30min no auditório externo do Colégio Pelotense.
.
O grande impasse nas negociações do SIMP com representantes designados pela prefeitura, foi a apresentação de documento por parte do Executivo, que não garantia reajustes à categoria. No documento consta que a Prefeitura está fazendo simulações para assegurar a reposição inflacionária aos servidores, o que não garante que haja a reposição do índice da inflação.
No mesmo documento entregue ao SIMP pelo Executivo consta gráfico apontando a média salarial dos servidores como sendo de R$ 1.089,20, em um universo de 7 mil servidores, número inferior ao apresentadado no Censo do Funcionalismo, que indicava um total de 9 mil servidores.
.
Esta média não corresponde à realidade, pois existem padrões, como o de educador social, cujo salário é de R$ 230,00, Agentes de Trânsito têm salários de R$ 254,11 e professores I, II e III R$ 279,12. As merendeiras do município ganham R$ 226,46, muito abaixo do salário mínimo nacional.
.
Com certeza a prefeitura colocou o salário dos 19 secretários (R$ 6mil cada um), do prefeito e vice, dos diretores das autarquias, procuradores, chefe de gabinete e CC's, para chegar a esta média, e mais, mascarou os números do quadro, retirando 2.000 servidores destes cálculos, pois no Censo divulgado pela prefeitura haviam 9.000 funcionários.
.
Sem dúvidas, desta forma pode-se chegar a uma média tão alta. No entanto, a realidade é totalmente diferente, e que sente são os servidores que vêm recebendo complementação salarial à anos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Na eleição passada, o voto do funcionalismo foi o determinante da vitória deste prefeito. Daí é que vem aquela expressão de que brasileiro não sabe votar. Não posso garantir que estaria melhor com outro, mas esse nosso prefeito não está nem aí para o salaário miserável do funcionalismo.