Pesquisa personalizada

15 de abr de 2009

Crime bárbaro choca Novo Hamburgo


Novo Hamburgo parou nesta quarta-feira após a notícia do triplo-assassinato no Bairro Hamburgo Velho. A empresária Roselani Radaeli D'Avila, matou o marido a irmã e uma sobrinha de 6 anos, a justificativa para os crimes seria financeira. A intenção da empresária era eliminar as pessoas que ela amava para não sofrerem, conforme Roselani escreveu em cerca de mais de 10 cartas deixadas para a mãe dela. A empresa do casal estaria com dívidas.
.
Alertados por gritos vindos do andar onde moravam a irmã e sobrinha da criminosa, vizinhos chamaram a polícia que encontrou Roselani caída na sala do apartamento do Bairro Vila Rosa com ferimentos de faca no pescoço e abdomem, socorrida, ela foi encaminhada ao Hospital Municipal de Novo Hamburgo, onde foi submetida a cirurgia.
.
Roselani Radaeli D´Avila, 45 anos, saiu do estado grave, no Hospital Municipal, e depõe à polícia, após executar marido, irmã e sobrinha.
.
De acordo com informações da Brigada Militar, ela matou Flávio Machado D´Avila, por volta das 21 horas de terça-feira, no apartamento do casal, na avenida Maurício Cardoso, bairro Hamburgo Velho. O homem foi encontrado deitado no quarto, ao lado da cama.

Conforme a polícia, segundo as declarações da empresária, por volta das 5h30 desta quarta-feira, ela assassinou a facadas a irmã, Rosângela Radaeli Picinini de Freitas, 44 anos, e a sobrinha, Maria Francisca Radaeli de Freitas, 6. O crime ocorreu no apartamento das vítimas, na rua Joaquim Manoel de Macedo, no bairro Operário.
.
A empresária declarou que ao tentar matar a irmã, esta acordou e pediu socorro, acordando a filha que dormia no quarto ao lado, após luta corporal ela conseguiu atingir Rosângela e então partiu para o ataque da sobrinha, e que simultaneamente, tentou suicídio.
.
No momento ela está hospitalizada algemada à cama em estado regular, permanece no quarto um policial militar.
.
Para cometer o triplo homicídio, Roselani percorreu as ruas do bairro Centro de Novo Hamburgo, entre a noite desta terça-feira e a manhã desta quarta-feira.
A polícia encontrou uma carta de 14 páginas no apartamento de Roselani. No registro, que seria encaminhado a amigos e parentes, ela escreveu que enfrentava problemas financeiros e conjugais. Além disso, disse, na carta, que cometeria suicídio e levaria com ela as pessoas que ama.

6 comentários:

Anônimo disse...

Essa mulher não tinha a intenção de se matar coisa nenhuma.
Ela planejou tudo bem direitinho para que todos achassem que ela está com depressão ou algo do gênero. Por isso escreveu a carta.
Como que uma pessoa consegue matar uma criança de 6 anos que não consegue se defender.
Imagina a cabeça da criança quando a tia começou a esfaquiá-la. No mínimo a pequena criança imaginou que poderia ter feito algo errado. O último pensamento da pobre menina.
Essa mulher não é digna de pena de ninguém.

Anônimo disse...

Essa história está muito mal contada.... Uma pessoa com desequilíbrio e depressão profunda é incapaz de planejar assassinato com tamanha frieza, e muito menos matar uma criança... o jeito como ela executou as três pessoas demonstra muito ócio/raiva destas pessoas, e não amor... será que a irmã não era amante do marido dela, e a criança filha dos dois??? essa hipóteses é a mais plausível para explicar o que essa psicopata fez...

Anônimo disse...

REALMENTE ESTA HISTòRIA DE QUE O MOTIVO SERIAM DÌVIDAS ESTÁ MUITO MAL CONTADA.ACHO IMPOSSÌVEL UMA PESSOA COMETER UMA TAMANHA BARBÀRIE,MATANDO OUTRAS PESSOAS QUE NEM TERIAM CULPA SE REALMENTE FOSSEM DÌVIDAS!ENTÃO PORQUE ELA NÃO SE MATOU?TEVE QUE MATAR A IRMÃ E A SOBRINHA?EU AINDA ACHO QUE O MOTIVO FOI TRAIÇÃO E INCLUSIVE COM SUA PRÓPRIA IRMÃ E ALGO ME DIZ QUE A MENINA ERA FILHA DELE.

carlos sousa disse...

Para dirimir estas dúvidas, a promotoria antecipou um pedido de DNA da menina, dependendo do resultado, o rumo do inquérito pode mudar, seguindo por outro caminho, que habitualmente reduz o peso da sentença para a ré.

Pedro disse...

E tem gente que é contra a pena de morte.

Anônimo disse...

Eu sempre achei ela fria pois era extremamente ignorante com seus funcionarios fui zelador do condominio onde o seu flavio era o sindico em gramado.