Pesquisa personalizada

16 de jan de 2009

Acidente do GE Brasil

O Chefe de Comunicações da Polícia Rodoviária Federal, Alessandro Castro, afirmou que a provável causa do acidente com a delegação do Brasil, tenha sido excesso de velocidade.
Segundo Alessandro - o motorista do ônibus declarou em uma conversa preliminar, que vinha aproximadamente à 50km/h. No entanto, enfatizou o policial, a sinalização no local indica velocidade máxima de 40km/h, por tratar-se de uma curva muito acentuada, velocidade acima deste limite pode ocasionar uma derrapagem na pista. Além disto as marcas dos pneus na rodovia, indicam que o veículo estava em velocidade maior do que a permitida.
Outro fato que está sendo investigado, é o desaparecimento do Tacógrafo (aparelho que registra velocidade, de uso obrigatório em veículos pesados, caminhões e ônibus) do ônibus.
_Sem os discos de registro, não podemos confirmar a velocidade real no trecho. Estamos trabalhando com a tese de excesso de velocidade - disse Alessandro.
No momento do acidente, os jogadores não estavam usando o cinto de segurança, o que agravou a situação. As mortes poderiam ter sido evitadas.
Em sua declaração, Alessandro afirmou que em 2006 outro ônibus sofreu um acidente no mesmo local, tendo uma vítima fatal. De 2006 até agora, somente 2 acidentes sem gravidade aconteceram no anel rodoviário.

Nenhum comentário: