Pesquisa personalizada

30 de jan de 2009

A história se repete

A foto é de 2004, mas poderia ser de hoje.
...............................................................
Uma tragédia anunciada, assim definiram moradores das áreas atingidas pelas águas decorrentes das fortes chuvas que caíram sobre Pelotas durante toda à tarde de quarta-feira (28) até a manhã de quinta-feira.

Há quase cinco anos, mais precisamente no dia 7 de maio de 2004, os mesmos locais foram alagados. Na época o então prefeito Fernando Marroni (PT), propôs ao presidente do Sanep Nilo Goulart, praticar um esporte radical nas águas que deixaram mais de 2,6 mil pessoas desabrigadas, “Ta bom pra surfista, vamos praticar um pouco de esporte radical”.

Hoje o drama destas famílias se repete pelo menos ninguém fez deboche da tragédia alheia. Mas o que foi feito para evitar que o mesmo acontecesse? Por que as águas ficaram represadas no canal Santa Bárbara entre a barragem e a ponte da Avenida Duque de Caxias?

Segundo declarações do atual presidente do Sanep, não houve rompimento da barragem nem a abertura das comportas, que os alagamentos são decorrentes das fortes chuvas. No entanto, hoje à tarde na Cohab Guabiroba, no intervalo de duas horas, as águas avançaram mais de 80 metros, os esgotos estavam fazendo o retorno das águas. O parque do Sesi e as ruas adjacentes alagaram depois da chuva, da mesma forma como ocorreu em 2004, quando parte do aterro que forma uma barragem de contenção das águas do Santa Bárbara romperam.

Com certeza alguma explicação será dada nas próximas horas. O que se viu nesta quinta-feira, foram lixo e entulhos nos canais de escoamento, um canal com visíveis sinais de assoreamento e mais uma vez as mesmas desculpas, o volume de chuvas.

O prefeito do asfalto precisa achar uma solução.

Nenhum comentário: