Pesquisa personalizada

22 de jan de 2009

Começar do zero

Assim deverá agir o povo palestino que vive na faixa. A destruição é chocante, afirmou o subsecretário-geral das Nações Unidas para Assuntos Humanitários, John Holmes, que iniciou uma viagem pela Faixa de Gaza para examinar a extensão do estrago causado pela ofensiva israelense de 22 dias. Holmes disse nesta quinta-feira, 22, que o número de mortos era algo "extremamente chocante". Para o subsecretário, as fronteiras de Gaza devem ser abertas para facilitar o envio de materiais de construção e ajuda humanitária.

As cidades de gaza estão sem água potável, sem sistema de esgoto, eletricidade e abrigos. Os palestinos que não morreram nos ataques de Israel, correm risco de morrer pela falta de medicamentos, comida e água. Os túneis na fronteira com o Egito, estão aos poucos sendo reconstruídos, é o único caminho para a chegada de combustível e alimentos. Israel alertou que dará uma atenção especial aos túneis, não irá permitir que a segurança de seu povo, possa ser colocada em risco. Para Israel, os túneis são meios de transportes de armamento, para palestinos, os túneis são a sobrevivência de um povo.

Nenhum comentário: