Pesquisa personalizada

23 de jan de 2009

Febre Amarela e a ignorância



A falta de informação sobre a febre amarela e as formas de transmissão da doença, tem levado a população do interior do Estado a matar os bugios, com medo de que eles sejam os transmissores da doença. Os últimos dados levantados mostram que já foram notificadas 874 mortes de bugios, a maioria delas ainda não teve comprovação laboratorial de que foi pela doença. As autoridades escondem os dados, porque a maioria das mortes foi provocada pelos moradores de cidades consideradas em aréa de risco da doença.

O que deve ser esclarecido, é que o macaco "não é transmissor da doença". Eles funcionam como sinalizadores da presença do vírus. A febre amarela é comum entre os macacos e funciona como seleção natural quando eles estão no seu "habitat".
O grande vilão desta história é o mosquito. Os transmissores no meio silvestre e nas cidades, são os mosquitos. Eles sim, devem ser combatidos.

Lembramos que matar bugios é crime, sujeito a processo criminal e multa de R$ 1 mil por cada animal abatido.

Denuncie ao Ibama, seja consciente.

Nenhum comentário: