Pesquisa personalizada

7 de jan de 2009

Mais uma da câmara

Em reunião encerrada há pouco, a mesa diretora debateu a possibilidade de mudança no plano de saúde da Câmara. O que está em discussão é a hipótese de os deputados e secretários (funcionários de confiança dos parlamentares) também terem direito ao plano, hoje oferecido aos servidores de carreira.
De acordo com o presidente Arlindo Chinaglia, ainda não há uma proposta fechada sobre o assunto, mas é certo que não haverá custos extras para a Câmara.
Uma das possibilidade em estudo é a de que o plano de saúde passe a ser administrado pelo sindicato dos servidores da Casa, o Sindilegis.
Os pobres deputados ganham pouco, precisam de um plano de saúde. Por que não usam o SUS?
A conta do falecido deputado Ricardo Izar que chegou à câmara, foi de mais de R$1,5 milhão, resultado de sua internação no HCor em São Paulo. Têm prefeituras pelo Brasil afora que não recebe um valor igual do SUS para tratar da saúde de seus doentes.

Nenhum comentário: