Pesquisa personalizada

16 de jan de 2009

Acidente com delegação do Brasil

Pelo menos três pessoas morreram no acidente envolvendo o ônibus que levava a delegação do Brasil-Pe de volta a Pelotas no fim da noite desta quinta. A informação foi confirmada pelo coordenador de operações da Ecosul (concessionária que administra a rodovia federal), Eder Portantiolo, e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A PRF divulgou, inclusive, o nome de três mortos: o atacante uruguaio Cláudio Milar, ídolo da torcida, o zagueiro Régis e o treinador de goleiros Giovani Guimarães.

Segundo a PRF, o ônibus caiu em um barranco de cerca de 40 metros a 50 metros, o equivalente a um prédio de 15 andares. O acidente teria ocorrido no anel de acesso à BR-392, quando ela se encontra com uma rodovia estadual, a RST 471. O veículo vinha pela 471 quando o motorista perdeu o controle, capotou sobre a pista e despencou rolando. Ao ser socorrido, o motorista disse aos funcionários da empresa Ecosul que não sabia explicar como não conseguira vencer a curva.

O ônibus ficou com as rodas para cima. Cerca de 30 pessoas estavam no ônibus. Os feridos mais graves foram conduzidos para hospitais de Pelotas, a cerca de 80 quilômetros do local do acidente. Os passageiros com ferimentos mais leves foram conduzidos até o hospital de Canguçu, a 50 quilômetros do local. Mais de 10 ambulâncias foram utilizadas no atendimento da ocorrência.

O goleiro Danrlei, que atuou no Grêmio e recentemente foi contratado pelo clube pelotense, foi um dos primeiros a sair do veículo, e ajudou no socorro aos colegas. Ele teria apenas machucado o braço. Danrlei tinha sido um dos destaques do jogo da tarde, quando o Brasil venceu o time do Santa Cruz em um amistoso, na cidade de Vale do Sol, no Vale do Rio Pardo, por 2 a 1. O goleiro disse que, ao sair do ônibus capotado, percebeu que seu colega Milar estava morto.(ZH)

Um comentário:

manu disse...

Muito triste tudo isso...

Pelotas amanhece de luto.

Abraços querido amigo...