Pesquisa personalizada

13 de jan de 2009

18º dia de terror

Jornal Aftenposten.
Os médicos noruegueses Erik Fosse e Mads Gilbert, que trabalharam 11 dias em um hospital da Faixa de Gaza, acusam o exército de Israel de usar em seus ataques um explosivo de tipo experimental conhecido como Dime (Dense Inert Metal Explosive), o Dime é uma mistura de um material explosivo e outro químico como o tungstênio e cujo raio de alcance é relativamente curto, mas muito efetivo. Fotos de corpos com ferimentos, foram mandadas para um centro em Tromso, no norte da Noruega, que, em uma primeira análise, deu razão aos médicos.
O líder do Hamas acusa Israel de usar Gaza e os paletinos, como cobaias para experimentos de guerra.
O ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, afirmou nesta terça-feira, 13, que as forças militares continuarão sua campanha contra o Hamas na Faixa de Gaza independente dos esforços diplomáticos por um cessar-fogo.
No dia em que os soldados iniciaram as ações nos subúrbios da Cidade de Gaza, a chanceler israelense, Tzipi Livni, declarou que a ofensiva no território também é de interesse do povo palestino.
Que interesse teria um povo em morrer? Que benefícios teria um povo que passa fome, vive com medo e incerteza do amanhã?

Nenhum comentário: