Pesquisa personalizada

12 de dez de 2008

Meio Ambiente


O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse nesta sexta-feira (12) que é necessário que os países desenvolvidos cheguem a um acordo com os países em desenvolvimento para definir os mecanismos de financiamento internacional de combate ao efeito estufa. Ele falou em sessão promovida pelo Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, durante a 14ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, em Poznan (Polônia). "Queremos que o G-20, em sua próxima reunião, avance nesses mecanismos de financiamento", salientou.

Minc lembrou que o Brasil marcou importante posição na Conferência da Polônia ao mostrar ao mundo que agora tem um plano sobre mudanças climáticas com metas concretas, como a redução do desmatamento na Amazônia em 70% em 2017 e a criação do Fundo Amazônia para reunir recursos destinados à preservação das florestas. "Esse é o fato: o governo brasileiro mudou de posição, incorporando metas no seu Plano Nacional Sobre Mudança do Clima. Agora o passo seguinte é como transformar essa decisão interna numa alteração de postura externa, fazendo com que os países desenvolvidos avancem com propostas mais radicais de redução de suas emissões.
Acorda mundo!

Nenhum comentário: