Pesquisa personalizada

15 de dez de 2008

imposto de renda 2009

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta segunda-feira a Medida Provisória que cria duas novas alíquotas para o Imposto de Renda da Pessoa Física. A mudança na tabela do imposto foi uma das medidas anunciadas na semana passada pelo governo para aumentar o consumo no momento de crise financeira.

Com a alteração, contribuintes com rendimentos entre R$ 1.434 e R$ 2.150 estão sujeitos a tributação de 7,5%. Já contribuintes com renda de R$ 2.866 e R$ 3.582 terão tributação de 22,5%. Quem ganha na faixa de R$ 2.150 a R$ 2.866 continuam pagando 15%. Acima de R$ 3.582, o percentual continua sendo de 27,5%. (fonte-estadão)

As novas medidas deverão deixar no bolso do contribuinte mais de R$ 4,5 bilhões, recursos que seriam pagos ao imposto de renda em 2009. Com essa medidas, o governo acredita incentivar o consumo no momento da crise financeira.

Uma simulação disponibilizada pelo Ministério da Fazenda mostra que, pelo sistema anterior de cobrança do IR, uma pessoa que recebe mensalmente R$ 4 mil, pagaria, por mês, R$ 526 de Imposto de Renda. Após as mudanças anunciadas na última quinta-feira, passará a pagar, por mês, R$ 437, representando um ganho mensal de R$ 89,5 e anual de R$ 1,1 mil - considerando o 13o. salário.

Se o consumo vai crescer, ainda é prematuro dizer, tudo vai depender das medidas de contensão de juros e da inflação. O bom de tudo isto é que vai sobrar mais recursos aos brasileiros para enfrentar o próximo ano, que segundo as expectativas, será nebuloso.

Nenhum comentário: