Pesquisa personalizada

14 de dez de 2008

Estação Férrea - abandono e desinteresse

Construída para servir à linha ferroviária Rio Grande, Pelotas, Bagé, foi implantada em 1884, graças ao empenho do conselheiro Gaspar Silveira Martins. O prédio possui um salão principal onde temos a bilheteria e o acesso ao pátio dos trens. À esquerda funcionava a administração e, a direita, o setor de saúde ocupacional. O prédio possui 15 cômodos e no andar superior se encontra a residência do agente.

Foi construída com três portas centrais, marquise de vidro, mansardas com oito janelas água-furtada, platibanda com balaústres de cimento, frontão central trabalhado, pinhas nas esquinas do telhado e das platibandas do andar superior. Inaugurada em 02 de dezembro de 1884, segundo jornal da época, "de forma fria e constrangedora", pois estava marcada apenas uma rápida parada dos trens na estação de Pelotas, o que foi reprovado pela comunidade que achou melhor não prestigiar os atos de inauguração. Mas, ao longo da ferrovia, houve muitas comemorações.
A implantação da ferrovia e construção da estação repercutiram fortemente no desenvolvimento e no crescimento urbano de Pelotas. Logo tratou-se da criação de uma rede viária capaz de ligar a estação ao resto da cidade, o que induziu o crescimento em direção ao "largo da estação".

Por volta de 1930, foram construídas duas laterais com porta e janelas, iguais para cada lado, mas sem mansardas, das quais foram retiradas as janelas, assim como as pinhas. A plataforma de embarque e desembarque é protegida por longa cobertura, estruturada a partir de "mãos-francesas" de ferro. O velho sino e o relógio, com duas faces, uma para dentro do saguão e outra para a plataforma de embarque, são originais no saguão de entrada (hoje foram retirados). A partir de janeiro de 1998, o imóvel foi abandonado, depredado e até incendiado. Hoje permanece assim, à espera de algum tipo de investimento que o recupere. Muito se falou, mas nada, nenhuma ação objetiva.

Um comentário:

manu disse...

Sempre que vou e volto de Rio Grande, olho para esse prédio na passada do ônibus. Tão bonito e tão abandonado...Um belo lugar!Imagina restaurado? Arborizado? Que lindo que ficaria... Não é possível que ninguém vislumbre alguma atividade para esse prédio... Poderia até ter virado Museo da própria história de Pelotas e da época em que funcionava a estação...

Abraços



É uma pena! Tomara que isso mude.