Pesquisa personalizada

23 de jun de 2009

Pelotas pode ter caso de gripe A

No final da tarde desta terça-feira, a secretaria de Saúde de São Gabriel, por meio do secretário municipal de Saúde, Paulo Fernando Forgiarini, divulgou a informação que uma estudante de 14 anos, internada no Hospital Universitário de Santa Maria desde o fim de semana, e outras quatro pessoas que tiveram contato direto com ela têm mesmo gripe A.
Há outros 22 casos suspeitos de pessoas que teriam convivido direta ou indiretamente com a garota, que conforme portaria da Anvisa, passam a ser considerados, se confirmadas as informações, positivos para gripe A.
.
Em Pelotas, a Secretaria Municipal de Saúde notificou hoje(23) o primeiro caso suspeito de gripe A. A paciente está sendo monitorada, e os resultados dos exames devem ser revelados amanhã (24).
.
No caso de Pelotas, a mulher com suspeitas, retornou de viagem da Argentina apresentando os sintomas da gripe.
.
O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, recomenda que idosos com 60 anos ou mais, crianças com até dois anos de idade e pessoas com baixa imunidade adiem viagens ao Chile e à Argentina para prevenir infecções pelo vírus Influenza A (H1N1), a gripe suína.
.
Chile e Argentina são os países mais afetados pela doença, até agora, na América do Sul. Representantes da OMS já haviam alertado para um aumento da vulnerabilidade do continente ao vírus H1N1, com a chegada do inverno austral.
.
A Argentina já contabiliza dez mortes provocadas pela doença no país. O Ministério da Saúde reportou ainda 95 novos casos da gripe, elevando o número de contagiados para 1.213.
.
Já o Chile registra sete mortes atribuídas à doença. Segundo os últimos números oficiais divulgados pelo Ministério da Saúde chileno, a gripe se estendeu a todas as regiões do Chile e os contagiados chegam a 4.315, incluindo somente os casos confirmados com diagnóstico de laboratório.
.
As orientações da Anvisa devem ser seguidas com rigor, para evitar o alastramento da doença:
. 
A ) Aos viajantes que se destinam às áreas afetadas:
.
• Usar máscaras cirúrgicas descartáveis durante toda a permanência em áreas afetadas.
Substituir as máscaras sempre que necessário.
• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável.
• Evitar locais com aglomeração de pessoas.
• Evitar o contato direto com pessoas doentes.
• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.
• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.
• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar.
• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes
e roteiro de viagens recentes às áreas afetadas.
• Não usar medicamentos sem orientação médica.
.
B ) Aos viajantes procedentes de áreas afetadas:
.
Viajantes procedentes, nos últimos 10 dias, de áreas com casos confirmados de influenza suína
em humanos e que apresentem febre alta repentina, superior a 39ºC, acompanhada de tosse
e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações, devem:
.
• Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima.
• Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.
.
Em Pelotas, a Vigilância Epidemiológica pode ser contactada pelo telefone 3284-7722 das 8h às 17h30, ou diretamente no Centro de Especialidades, Rua Voluntários da Pátria, 1.418. Após o horário o atendimento e infomações, são dados no Pronto Socorro, Rua Barão de Santa Tecla, 834.

Nenhum comentário: