Pesquisa personalizada

9 de mar de 2009

Guarany de Bagé dá o primeiro passo


O Guarany Futebol Clube começou a longa caminhada rumo à primeira divisão do Campeonato Gaúcho na tarde deste domingo. A volta aos torneios oficiais foi positiva com a vitória por um a zero alvirrubro.

Com os desfalques do zagueiro Fábio Vidal e do meia Altiere, o técnico Paulo Henrique precisou modificar a equipe novamente, em relação a anterior. Ilson na zaga e Edimário no meio-campo foram os escolhidos para suprir estas deficiências.

No primeiro tempo, o Guarany conseguiu produzir boas jogadas, principalmente na bola área, mas a zaga do São Paulo de Rio Grande estava atenta e conseguia afastar a bola. Por pouco o Guarany não conseguiu abrir o placar aos 20 minutos de jogo. Em cobrança de falta de Cléber, o goleiro Sandro espalmou a bola para o lado, que encontrou os pés do atacante Fabrício Scamatto, mas o jogador alvirrubro perdeu o ângulo e acabou chutando a bola na rede pelo lado de fora.

Os ataques do São Paulo resumiram-se em bolas paradas, seja de falta ou de escanteio. Felizmente, em praticamente todas, o goleiro Fernando interceptava os cruzamentos, ora socando para fora, ora segurando firme.

No segundo tempo, o Guarany, por jogar em casa, foi obrigado a forçar mais ainda os lances de ataque.
Aos poucos, o Guarany ia chegando mais perto do gol e o técnico Paulo Henrique ia modificando jogadores e adaptando as jogadas treinadas. Aos 10 minutos saiu Fabrício Scamatto para entrada de Daniel Quevedo, aos 15 saiu Edson Rosa e entrou Tiago Baiano, que modificou o jogo, com um passe de mais qualidade. O time da Noiva do Mar, pouco ou nada produziu, resumindo-se um escanteio que quase se tornou gol olímpico, mas o goleiro Fernando mais uma vez conseguiu impedir o gol.

Michel Lugo, aos 27, entrou no lugar de Edimário e, três minutos depois, aconteceu o principal lance da partida.
Após cruzamento na área, aconteceu um bate-rebate e, em um lance confuso, Everton Montini e o zagueiro adversário dividiram a bola que foi parar no fundo das redes do goleiro Sandro. A torcida explodiu de alegria, havia muito tempo que o clube não vencia uma partida, após a fatídica participação no gauchão do ano passado.

Com o gol anotado para Everton Montini, o Guarany começou a trabalhar mais a bola e administrar o resultado até o fim e foi o que conseguiu.
O Guarany ainda teve a cinco minutos do final da partida a expulsão do lateral-direito Cléber, sem nem mesmo receber amarelo. O bandeira Tiago Clasen chamou o árbitro Rogério Spilmann, que logo após deu o cartão vermelho ao jogador do Guarany por suposta agressão ao adversário. Cléber, obviamente, desfalca a equipe para a próxima partida que é contra o Farroupilha, na cidade de Pelotas, o que obrigará Paulo Henrique a jogar com uma formação diferente pela terceira partida consecutiva.

O Guarany jogou com Fernando, Cléber, Marcão, Ilson e Carlos Eduardo; Belmonte, Luciano Côrrea, Edimário (Michel Lugo) e Edson Rosa (Tiago Baiano); Everton Montini e Fabrício Scamatto (Daniel Quevedo).

Sérgio Galvani/http://www.guaranyfutebolclube.com.br/portal/

Nenhum comentário: