Pesquisa personalizada

17 de mar de 2009

Sarney pede para diretores do Senado saírem


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pediu hoje que os 131 diretores da Casa Legislativa coloquem os cargos à disposição depois da série de denúncias que atingiram a instituição. Sarney pediu ao primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), para comunicar os diretores da instituição sobre a sua decisão.
  • O Senado Federal tem 81 senadores e 131 diretores.
  • Diversas empresas terceirizadas prestam serviço ao Senado. Nelas, parentes de funcionários da casa estão empregados.
  • Na semana passada, o diretor de Recursos Humanos do Senado, José Carlos Zoghbi, pediu exoneração depois de ser acusado de ceder um apartamento funcional para parentes que não trabalhavam no Congresso.
  • Ontem, a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), filha do presidente da Casa, foi acusada de usar passagens aéreas do Senado para transportar amigos e parentes do Maranhão para Brasília. O grupo teria se hospedado na residência oficial do Senado.
  • Há duas semanas, Agaciel Maia, então diretor-geral do Senado, deixou o cargo após o jornal Folha de SP revelar que ele não registrou em cartório uma casa avaliada em R$ 5 milhões.
  • Mais de 3.000 funcionários da Casa receberam horas extras durante o recesso parlamentar de janeiro.

Será esta medida suficiente para amenizar o cheiro de podre que exala da casa?

Será Sarney o capitão Nascimento do Senado, "PEDE PRA SAIR", ou continua sendo o velho coronel arrumando espaço para os "seus"?

Nenhum comentário: