Pesquisa personalizada

6 de mar de 2009

O troco

Hoje à tarde passei em uma farmácia no Bairro Fragata para comprar um antiinflamatório, perguntei a atendente o valor de cada cartela e ela informou que o medicamento custava R$ 1,65. Solicitei três cartelas, e ao pagar, a caixa operadora cobrou R$ 5,00. Fiz o pagamento, e não recebi nota fiscal.

Uma das minhas habilidades é o cálculo matemático mental, a famosa conta de cabeça, eu desenvolvi um sistema próprio para calcular rapidamente qualquer valor. Mas confesso que na hora, talvez por estar pensando em aliviar as dores nas pernas, não calculei o valor total da compra, e fui lesado em cinco centavos. É pouco, mas vamos supor que a cada venda, além do lucro normal, a farmácia conseguir mais cinco centavos de cada cliente, seu resultado financeiro vai receber um incremento invejável. Além disso, sem nota fiscal, mais lucro com o imposto que deixa de ser recolhido.

Do lado de fora os cartazes contrariam o que acontece lá dentro.

Nota – Às 19h50, antes de fazer a matéria, liguei para a mesma farmácia para confirmar o preço do medicamento. Desconfiados, talvez por verem fotografando o local, informaram outro valor, R$ 1,67

Nenhum comentário: