Pesquisa personalizada

28 de fev de 2010

Terremoto no Chile – Polícia reprime saques

0,,36936831-FMM,00

A polícia do Chile reprimiu neste domingo centenas de pessoas que desesperadas saqueavam lojas e mercados em busca de comida e água na cidade de Concepción, a mais afetada pelo terremoto que atingiu o país na véspera.

Os policiais recorreram a jatos de água para dispersar a multidão, que começou a saquear o supermercado líder, no centro da cidade.

Enquanto isto, equipes de socorro corriam contra o tempo neste domingo em todo o Chile para resgatar vítimas que permanecem presas sob os escombros do violento terremoto que atingiu o país.

O terremoto de magnitude 8,8 sentido na madrugada de sábado, seguido por mais de 100 tremores secundários de no mínimo 4 graus, deixou um saldo de pelo menos 300 mortos - cifra que soa pequena perto do tamanho dos danos - e meio milhão de casas condenadas, segundo dados oficiais.

As autoridades chilenas calculam com cautela o número de vítimas, mas, à medida que as horas passam, a magnitude do prejuízo causado pelo terremoto, seus tremores secundários e o tsunami que atingiu o litoral sul do país fica cada vez mais assustadora.

+++

A maior dimensão da tragédia pode ser vista na cidade de Concepción, 500 km ao sul de Santiago, onde vivem cerca de 500.000 pessoas.c13_22414201Na cidade, um prédio de 15 andares e 80 apartamentos tombou, deixando cerca de uma centena de pessoas presas.

Nas primeiras horas de domingo, socorristas dos bombeiros conseguiram resgatar três corpos dos escombros da construção, enquanto ainda era possível ouvir gritos de pessoas presas pedindo socorro.

 

As equipes de resgate começaram a perfurar a estrutura para permitir a entrada de oxigênio em locais onde pode haver vítimas presas.

Em uma cidade sem energia elétrica e sem comunicação, o desespero da população se refletiu em saques e roubos.

+++

Nas  comunidades costeiras a situação é dramática nas areas afetadas por um tsunami no sábado. Em Talcahuano e em Dichato, embarcações foram carregadas para terra firme pela força das águas.c33_22421235

Ao longo de todo o país, a destruição pode ser vista em dezenas de pontes caídas, edifícios derrubados e ruas bloqueadas por escombros, o que dificulta ainda mais a chegada de ajuda.c18_22414205

Na capital Santiago, o aeroporto internacional continua fechado neste domingo, devido aos destroços do terminal de passageiros. Somente alguns  voos tiveram autorização de pouso e decolagem pois a pista não foi danificada pelo tremor.

No sábado, vários países anunciaram sua intenção de enviar ajuda ao Chile, enquanto organismos internacionais como o FMI, o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento se comprometeram a auxiliar na reconstrução do país.

O terremoto, um dos mais fortes da história, gerou alertas de tsunami em toda a costa do Pacífico, sem que tenham sido registrados danos importantes. Mesmo assim, o Japão e o Havaí organizaram evacuações em massa de suas populações costeiras para evitar mais uma tragédia.

Veja as imagens da destruição clicando AQUIc30_22419507

Nenhum comentário: