Pesquisa personalizada

11 de fev de 2010

Arruda vai para a cadeia

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), se entregou à Polícia Federal. Arruda e mais cinco pessoas tiveram a prisão preventiva decretada pelo Superior Tribunal de Justiça nesta quinta-feira, 11. Segundo a PF, ele será recolhido à carceragem da Superintendência, ficando à disposição da Justiça.
Ele é acusado de tentar corromper testemunhas e obstruir a Justiça no processo que investiga esquema de corrupção desmantelado pela operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. Arruda  está envolvido  no escândalo de um suposto esquema de pagamentos de propinas o Mensalão Mineiro. Antes de ser preso, ele enviou à Câmara Legislativa um pedido de licença do cargo pelo tempo que perdurar a prisão, o que foi aceito pelo presidente da Casa.

A defesa do governador protocolou no Supremo Tribunal Federal um pedido de habeas corpus. Segundo a defesa, Arruda está sendo submetido a um "constrangimento ilegal" porque a decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar prendê-lo foi "açodada" e baseada "em uma investigação inconclusa".

Será este o primeiro passo para o fim da impunidade? Ou será Arruda apenas um despiste para abrandar o anseio do povo em ver um político corrupto atrás das grades?  O circo está montado. Seremos nós novamente no papel de palhaços?  O quê dizer daqueles que ao longo dos anos passaram impunes e não pagaram por seus atos desonestos, figurando ainda no cenário político brasileiro com poder de influência e  manipulação.

Alguns dizem que é um marco histórico da quebra da impunidade brasileira. Mas, Maluf foi preso em 2005, o filho de Collor foi preso em 2006, ambos estão soltos. Delúbio e Zé Dirceu tiveram a chance de serem símbolos deste marco histórico, e nada aconteceu, nem próximo de uma delegacia eles passaram. Eperamos que seja diferente agora, não queremos que nos empurrem mais pizzas goela abaixo. Chega!

Nenhum comentário: