Pesquisa personalizada

18 de nov de 2009

Zona Sul avalia prejuízos causados pelas chuvas

A chuva que começou ontem à noite está se afastando do sul do estado. Porém o grande volume de chuvas agravou ainda mais a situação alguns municípios no Rio Grande do Sul.

No centro do estado  seis cidades seguem em situação de emergência, segundo a Defesa Civil estadual: Coronel Barros, General Câmara, Taquara, São Sebastião do Caí e Minas do Leão.  O Vale do Rio Pardo é uma das regiões em situação mais grave.

No Sul e Campanha:
  • Em Piratini, choveu o equivalente à média de um mês inteiro. Pontes, ruas e estradas estão interrompidas. O município deve decretar situação de emergência.
  • Em Caçapava do Sul, entre desabrigados e desalojados, a Defesa Civil local já soma 250 pessoas. O acesso à zona rural do município, que foi a mais prejudicada, ainda é complicado.
  • Bagé  registrou cerca de 70 casas alagadas nesta quarta-feira. As regiões mais afetadas foram as próximas ao arroio Bagé, que atravessa a cidade de Norte a Sul. As ruas 20 de Setembro, na área central, e Monteiro Alves ficaram embaixo d'água. Na rua Ernesto Médici, a ponte ficou submersa e impediu a passagem do Centro para o bairro Getúlio Vargas. A ponte que fica na rua Passo Onze também ficou encoberta. O Exército retirou, no início da tarde, algumas famílias afetadas e as levou ao Ginásio Presidente Médici.

fotos:Bagé-Francisco Bosco

Cerca de 12 mil  clientes da CEEE no sul, estão sem energia elétrica. No estado o número ultrapassa a 38 mil.

Nenhum comentário: