Pesquisa personalizada

19 de jul de 2009

Tarso Genro é pré-candidato




O ministro da Justiça, Tarso Genro, foi indicado, neste domingo, como pré-candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul. A decisão contrariou a orientação da direção nacional do partido de não antecipar o calendário eleitoral estadual. Durante o encontro estadual, realizado em Porto Alegre, foi aprovada a tática eleitoral que excluiu o PMDB, do arco de alianças regional.

Tarso Genro declarou que a definição de sua pré-candidatura e a decisão de não ter o PMDB como aliado não vão trazer prejuízos à candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República. O ministro informou que a existência de prováveis palanques distintos não prejudicaria a campanha presidencial no estado. Genro ainda disse que o PT não tem "nenhuma objeção a qualquer partido que queira aderir à candidatura de Dilma, mas o palanque é de esquerda e conversa com o centro."
.
Pela decisão dos delegados, os parceiros preferenciais continuam sendo os partidos que integram a antiga Frente Popular (PCdoB e PSB) e o PDT deve ser procurado para integrar a chapa, com o direito de indicar o candidato a vice-governador.
.
Em relação ao PTB, partido que conta com o expressivo desempenho eleitoral do senador Sérgio Zambiazi (PTB/RS), a saída do governo Yeda Crusius será mantida como condição para uma possível negociação.

A oficialização dos candidatos às eleições estaduais deve ocorrer em 2010.
.
Enquanto isto no planalto, Lula se une a Sarney e Collor para evitar prejuízos à candidatura da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) à Presidência da República. Tudo por um interesse político.

Nenhum comentário: