Pesquisa personalizada

3 de ago de 2009

Nelsinho dispensado da Renault


A Renault demitiu Nelsinho Piquet nesta segunda-feira. A decisão da equipe francesa foi anunciada pelo próprio piloto, em comunicado oficial divulgado à imprensa, escrito por ele. O brasileiro lamentou a decisão e agradeceu a algumas pessoas que trabalham na equipe, mas disse estar aliviado por "ter chegado o fim do pior período da minha história profissional."
.
O comunicado
.
Recebi um comunicado da equipe Renault F1 referente a descontinuidade do meu trabalho como piloto oficial na atual temporada de F1. Não quero deixar de agradecer àquele pequeno grupo que me deu apoio e trabalhou diretamente comigo na Renault F1, mas, obviamente, fiquei bastante desapontado ao receber esta notícia. No entanto, sinto também uma sensação de alívio por ter chegado o fim do pior período da minha história profissional. Poderei, agora, recomeçar o desafio de colocar minha carreira de volta no caminho certo, e recuperar a minha reputação de piloto rápido e vencedor. Eu sempre soube trabalhar em equipe e existem dezenas de pessoas com quem trabalhei em minha carreira e que podem atestar meu caráter e talento, exceto, infelizmente, a pessoa que teve mais influência sobre a minha carreira na Fórmula 1. (Leia na íntegra).
.
O futuro.
.
O tricampeão mundial Nelson Piquet deve se tornar um dos donos da equipe BMW em 2010, junto do suíço Peter Sauber, que hoje já é proprietário de cerca de 20% da organização. Assim, o futuro do brasileiro Nelsinho Piquet estará praticamente garantido na Fórmula 1. O piloto não disputa o GP da Europa, no dia 23 de agosto, em Valência - foi demitido pela Renault -, mas no ano que vem sua vaga estaria assegurada na categoria.

Nenhum comentário: