Pesquisa personalizada

29 de ago de 2009

Gripe A em Pelotas - Boletim

O vírus A (H1N1), a primeira pandemia do século XXI, provocou a morte de pelo menos 2,185 mil pessoas no mundo e pelo menos 209,438 mil pessoas já foram infectadas.
.
O Brasil contabiliza 573 mortes decorrentes do vírus. Em relação aos números absolutos de mortos, Brasil é seguido por Estados Unidos (522 óbitos), Argentina (439) e México (179).
.
Os casos de influenza A (H1N1) já predominam sobre os de gripe sazonal ou gripe comum, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A organização alertou que a epidemia da doença vai persistir nos próximos meses em populações mais suscetíveis.

A OMS destacou que, até o momento, o monitoramento por meio de laboratórios não identificou tipos de mutação no vírus que o tornassem mais letal. A maioria dos pacientes infectados pela nova gripe, segundo a OMS, apresenta um quadro leve da doença.

No Rio Grande do Sul, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde confirmou na manhã deste sábado a 99ª morte por gripe A. No Estado, são mais de 4,8 mil casos confirmados de gripe A, porém desde o início de julho apenas os casos graves estão sendo investigados por meio de exames laboratoriais.

Mais de cem óbitos suspeitos ocorridos nas últimas semanas aguardam confirmação por exame. A estimativa da Secretaria Estadual da Saúde é de que o vírus tenha atingido 150 mil pessoas no Estado.
.
Em Pelotas, segundo dados da Secretaria Mun. da Saúde, há 131 casos suspeitos notificados, 2 óbitos confirmados, 11 óbitos sob investigação e 59 pacientes aguardando resultado de exames.
Ainda continuam internadas 40 pessoas em nossa cidade.

É possível prevenir a doença?
Sim. Cubra a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar e jogue o lenço no lixo após o uso. Lave bem as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar. Você também pode usar produtos à base de álcool para limpar as mãos. Evite tocar os olhos, boca e nariz, porque os germes se espalham desse modo. Não compartilhe objetos de uso pessoal, como copos, pratos e talheres. Evite contato próximo com pessoas doentes. Alimente-se bem.

Quais sintomas indicam que eu posso estar com a nova gripe?
Febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza.

O que eu devo fazer se estiver sentindo isso?
Procure seu médico ou vá a um posto de saúde rapidamente.

O que eu NÃO devo fazer?
Não deixe passar 48 horas do início dos sintomas sem fazer nada. Não recorra à automedicação nem fique em casa tomando chazinho. Também não fique obcecado pela ideia de fazer a todo custo o teste para confirmar se você tem o A (H1N1) ou não. Médicos e hospitais vão tratá-lo, independentemente da confirmação laboratorial. Eles vão se orientar pelos sintomas, não pelo teste do H1N1. Também não corra para um hospital se você não está com os sintomas descritos. Muitos hospitais ficaram lotados recentemente com o assédio de pessoas que não tinham nem gripe comum. Evite todos esses extremos. Não há razão para pânico.

Atendimento em Pelotas:
Sala da Influenza – informação sobre influenza e suporte aos hospitais
Rua Voluntários da Pátria, 1.436.
Telefone: 3222-5963
De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min.
Sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h.

Atendimento específico a gripes no Pronto-Socorro de Pelotas (o serviço é realizado em duas tendas externas):
De segunda a sexta-feira, das 17h às 22h.
Sábado e domingos, das 8h às 20h.

Nenhum comentário: