Pesquisa personalizada

11 de set de 2009

Caça as bruxas em ritmo de tango


O jornal argentino O Clarin foi invadido ontem por aproximadamente 200 fiscais da AFIP-Administração Federal de Ingressos Públicos (o fisco da Argentina). Segundo diretores do jornal, a ação foi um ato de rataliação do governo de Cristina Kirchner. O jornal é um crítico muito atento do governo argentino.
.
A batida acontece em um momento de grande debate sobre o projeto de lei de serviços audiovisuais, proposto pelo governo, que ameaçaria os interesses de alguns dos principais meios de comunicação do pais, entre eles o grupo Clarín, que nas últimas semanas intensificou as críticas aos atos do governo.
.
Hoje, o chefe da AFIP, Ricardo Echegaray, demitiu os diretores Andrés Vázquez e Sergio Mancini, que seriam os reponsáveis pela fiscalização. Echegaray alegou não saber da ação.
.
Parece que a ingenuidade é um vírus que anda contaminando todos os políticos da américa latina. Ninguém sabe de nada, niguém autoriza nada, não recebem visitas, não participam de nada... No Brasil censuraram o Estadão, na Argentina foi a vez do Clarin ser intimidado, o blogue petrobrasdadosefatos foi fechado por ordem da Petrobrás. Já estou ficando preocupada.
.
postado por Anna Maria- anna.ajuris@yahoo.com

Nenhum comentário: