Pesquisa personalizada

18 de dez de 2009

Passagem de ônibus aumenta no Domingo

Mesmo com o índice de inflação inferior aos 5%, mesmo com a redução do preço do diesel, pneus e outros insumos, mesmo que nenhuma categoria trabalhadora tenha recebido aumentos saláriais acima dos 7,5%, a prefeitura mais uma vez resolveu proteger o monopólio dos transportes em Pelotas liberando um reajuste de 10% no valor da tarifa do transporte urbano e interdistrital. As explicações da secretaria de Transportes são muitas, entre elas a que mais pesou no cálculo, segundo o secretário Jacques Reydams, foi a redução no número de passageiros no ano de 2009. Ainda segundo ele, a preocupação da prefeitura foi de assegurar o menor preço possível ao consumidor. Em suas declarações disponíveis no site da prefeitura, Jacques Reydams mostrou que além de secretário e paladino do monopólio, ele também é um futurologista, pois já previu que no final de 2010 vai haver novo reajuste nas tarifas.

Pensamento meu. Para garantir o menor preço possível ao consumidor, o correto seria fazer licitação nos transportes. É muito fácil eleger o usuário do transporte coletivo como responsável pelo reajuste, sem considerar as causas que provocaram a redução do número de passageiros no setor. Em nenhum momento a prefeitura levou em consideração a população, o desemprego, os sálarios baixos, as péssimas condições dos coletivos e as linhas mal distribuídas, considerou apenas os interesses das empresas que a mais de 50 anos são donas do serviço público sem nenhuma concorrência.

Um comentário:

Anônimo disse...

Eles deram 10% para as empresas e para o funcionalismo da prefeitura só 5%. como é que a gente vai andar de onibus? Que saudade do Bernardo!!!