Pesquisa personalizada

31 de jan de 2011

Greve no Pronto Socorro de Pelotas

Em assembléia realizada no início da noite desta segunda-feira, no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Saúde de Pelotas, os  profissionais do Pronto Socorro de Pelotas rejeitaram as propostas da direção e decidiram parar as atividades por 72 horas, apenas 30% do atendimento, o exigido por lei, será mantido.

Os servidores  elaboraram uma contraproposta que será encaminhada na manhã de terça-feira para a direção do PSP. Os trabalhadores aguardarão uma resposta até sexta-feira à noite, quando a assembleia, que ficou suspensa, será retomada para definir se a greve continua.

As principais reividicações dos profissionais são:

  • respeito aos direitos fundamentais
  • recebimento de salário até o quinto dia útil e férias em 48h antes
  • adicional de insalubridade em grau máximo
  • plano de saúde
  • equiparação salarial entre funções idênticas
  • melhores condições de atendimento à comunidade e acréscimo de 20% no salário, semelhante ao concedido aos médicos.

Nenhum comentário: