Pesquisa personalizada

14 de mar de 2010

Will Power vence Indy 300 em São Paulo

CNT_EXT_276511

Após forte chuva que desabou sobre o Anhembi e uma paralisação de mais de 40 minutos, o piloto australiano Will Power, da Penske, foi o mais rápido no final da corrida e ainda contou com a sorte para garantir a vitória na São Paulo Indy 300.

Em segundo lugar ficou o americano Ryan Hunter-Reay, da Andretti Autosport. O brasileiro Vitor Meira, da AJ Foyt, desbancou vários favoritos e completou o pódio, chegando em terceiro lugar.

Outro brasileiro, o piloto Rafael Matos, da equipe Luczo Dragon, ficou em quarto.

 

MarioMoraes_KV_MarcoAndretti_Andretti_SaoPaulo_14032010_PauloLiebert_AE_600

A São Paulo Indy 500 começou com uma série de batidas logo na curva do Samba. O piloto Takuma Sato se enroscou com Helio Castroneves na entrada da curva, dificultando a passagem dos carros. A confusão, com direito a uma densa fumaça preta, acabou causando o acidente em que o carro do brasileiro Mario Moraes ficou sobre o de Andretti.

O choque forçou a primeira bandeira amarela da corrida, que durou sete voltas. No retorno, o escocês Dario Franchitti, da Chip Ganassi, que era o pole position, liderava a prova, seguido de Alex Tagliani, da Fazzt Race Team. Kanaan seguia em quarto e Rafael Matos, o quinto. Por causa da confusão, o outro brasileiro favorito, Helio Castroneves caiu para a 18º colocação.

Na 24ª volta, nuvens pesadas começaram a rondar o circuito e as equipes se prepararam para a chuva, providenciando a troca para os pneus duros. Mas a força do temporal impediu que a corrida continuasse e, na 29ª volta os dirigentes da Indy decidiram pela bandeira vermelha, paralisando a prova.

 

Os carros foram para os boxes, mas pelo regulamento não é permitido fazer qualquer mudança ou reparo. Após 45 minutos de paralisação, os pilotos voltaram para a pista parcialmente seca, daí em diante a corrida ganhou em emoção, com constantes trocas de posições nas primeiras colocações nos últimos 40 minutos de prova. Faltando 22 minutos para acabar, o piloto brasileiro Mario Romancini bateu e abandonou.

Na frente, Ryan Briscoe, da Penske, e Hunter-Reay brigavam pela primeira colocação. Mas Briscoe bateu sozinho faltando poucos minutos para o fim. No entanto, quem acabou se beneficiando foi Will Power, que ficou com a liderança até receber a bandeirada final.

PLT_FT2_66 Vitor Meira, 3º colocado.

Confira a classificação final da SP Indy 300:

1° - Will Power (AUS/Penske), 2h00min58s ( 61 voltas)
2° - Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti), a 1s8581
3° - Vitor Meira (BRA/A.J.Foyt), a 9s7094
4° - Raphael Matos (BRA/De Ferran Luczo Fragon), a 10s4235
5° - Dan Wheldon (ING/Panther), a 10s8883
6° - Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi), a 11s3473
7° - Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi), a 12s0579
8° - Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold), a 12s1654
9° - Helio Castro Neves (BRA/Penske), a 12s7411
10° - Tony Kanaan (BRA/Andretti), a 13s4850
11° - Justin Wilson (ING/Dreyer & Reinbold), a 13s9193
12° - Ernesto Viso (VEN/KV), a 16s9039

13° - Bia Figueiredo (BRA/Dreyer & Reinbold), a 19s6451
14° - Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 1min14s9191
15° - Danica Patrick (EUA/Andretti), a 1 volta
16° - Simona de Silvestro (SUI/HVM), a 3 voltas
17° - Mário Romancini (BRA/Conquest), a 15 voltas
18° - Alez Lloyd (ING/Dale Coyne) a 31 voltas
19° - Alex Tagliani (CAN/Fazzt), a 33 voltas
20° - Hideki Mutoh (JAP/Newman-Haas-Lanigan), a 34 voltas
21° - Milka Duno (VEN/Dale Coyne), a 41 voltas
22° - Takuma Sato (JAP/KV), a 61 voltas
23° - Marco Andretti (EUA/Andretti), a 61 voltas
24° - Mario Moraes (BRA/KV), a 61 voltas

normal_342010
Felipe Ruas – Especial para Imagens&Fatos

Nenhum comentário: