Pesquisa personalizada

4 de fev de 2009

Enchentes em Pelotas- balanço


A Secretaria Municipal de Habitação realiza hoje (4) um balanço preliminar dos prejuízos causados pelas últimas chuvas no município. Este relatório deverá ser encaminhado em seguida à Coordenadoria da Defesa Civil e ao prefeito Adolfo Antônio Fetter e deverá servir de base, juntamente com o relatório das demais Secretarias de Governo, para que a Administração Municipal conclua a o cálculo do prejuízo total sofrido pelo município em função das chuvas e, a partir daí, busque aporte financeiro para recuperar a cidade.
.
Segundo o secretário Municipal de Habitação, Luis David Brandão, até este momento o relatório aponta que pelo menos 600 famílias têm necessidades urgentes de habitação, tendo suas casas, todas chalés, barracos e sub-habitações, totalmente destruídas pela força das águas, enquanto 832 habitações encontram-se em situação de extremo risco. Estas habitações estão concentradas nas áreas da Vila Farroupilha, Vila Castilho, Contorno, Guabiroba, Canal em frente à Rodoviária (com acesso pela lateral da ponte), Vila Cerquinha, Sítio Floresta, margens do Canal do Simões Lopes, Loteamento 22 de Maio, Loteamento Verona, Vila da Palha, Rua 29 do Loteamento Dunas (fundos), loteamento Getúlio Vargas, Posto Branco e Darcy Ribeiro. Com relação às habitações mistas (compostas de madeira e alvenaria), a Secretaria de Habitação contabiliza 511, entre zona urbana e rural, que sofreram algum tipo de avaria em função das chuvas. As principais avarias constatadas consistem em queima total da rede elétrica, destruição de aberturas e/ou queda total ou parcial de paredes.
.
Se o número total de habitações total ou parcialmente destruídas assusta, o valor estimado do prejuízo preocupa ainda mais. Para Brandão, até este momento, o prejuízo somente em habitação ultrapassa os R$ 3 milhões, sendo que 1.943 famílias contabilizam prejuízos em suas residências.

Nenhum comentário: