Pesquisa personalizada

9 de dez de 2010

Sakineh Mohammadi-Ashtiani está livre

BERLIM (AFP) - A iraniana Sakineh Mohammadi-Ashtiani, condenada a morrer apedrejada, foi libertada, assim como seu filho e seu advogado, afirmou à AFP o comitê contra o apedrejamento, com sede na Alemanha.

Mohammadi-Ashtiani foi condenada à morte por dois tribunais diferentes em 2006 pelo envolvimento no assassinato do marido. Em 2007, sua pena pelo assassinato foi reduzida, em apelação, a 10 anos de prisão, mas sua sentença a morrer apedrejada por adultério foi confirmada no mesmo ano por outra corte de apelação.

A revelação do caso, em julho passado, por associações de direitos humanos, causou uma forte mobilização no Ocidente, onde muitos países e personalidades pediram que a sentença não fosse aplicada.

Nós e outros milhares de blogs fizemos nossa parte. Leia mais...

Nenhum comentário: